A experiência de viver 1 ano no Japão, trabalhando e estudando

A matéria de hoje vai nos levar para longe, para o outro extremo do planeta: Japão!

Falamos com a Lina, 20, que está morando, estudando japonês e trabalhando como modelo em Tokyo desde Junho de 2014.

Desde os 8 anos de idade, ela tinha um grande interesse pelo Japão, sua cultura e tradição. Com essa vontade de saber mais sobre esse país oriental, ela se mudou para lá para aprender a língua japonesa e ver como é viver no meio de um povo tão diferente do brasileiro.

Uma cultura diferente, culinária exótica e uma experiência incrível morando na Coreia do Sul

Sair do comum, do conhecido e viver algo totalmente diferente do que se imaginou. Um “diferente” que se tornou em uma experiência única com muitos aprendizados e  boas histórias para contar. Foi assim com a Nathalia, que em Agosto de 2013 se mudou para a Coreia do Sul e ficou lá até

Estudando em Singapura – como é viver diante de outra cultura e se acostumar a esse modo de viver

Destinos exóticos. Culturas admiráveis. Povo expressivo.

São coisas assim que normalmente encontramos quando vamos para o Oriente. E foi um pouco do que a Viviane, 22, descobriu quando fez seu intercâmbio para Singapura.

Uma experiência enriquecedora, com muitas histórias interessantes para compartilhar.

Olha só o que ela nos contou:

Trabalho voluntário na China – 4 semanas dando aula para crianças carentes!

Fazer a diferença.

É isso que muitas pessoas fazem ao se dispor em ajudar pessoas necessitadas. Doam seu tempo, sua educação, sua atenção e tudo que podem oferecer de valor a um estranho.

E quem mais aprende? O próprio voluntário.

Foi assim com a Cecília, 22, que  passou os meses de Junho e Julho na China para trabalhar como voluntária em uma escola no interior deste país.

Ela visitou

6 Semanas na Índia Fazendo Trabalho Voluntário!

Muitas vezes vemos pessoas que viajam pelo mundo, deixando uma marca no lugar onde vão. Pessoas que se dispõem a enfrentar situações incomuns, mas não desistem por saber a importância do papel delas na vida de pessoas que precisam. E quando vemos histórias assim, nos emocionamos ao ver a bondade e as lições de vida, e que acabam mudando nossa visão sobre o mundo.

A reportagem de hoje é mais do que encantadora, ela deve ser