52 dias no Peru trabalhando com crianças carentes e aprendendo o real valor da vida

Viagens para a América do Sul são sempre algo mais prático por sua proximidade, mas sempre surpreendem positivamente na jornada de cada um. Tanto por cultura, como por um povo receptivo e até pela natureza.

Isso tudo junto se torna ainda mais especial se o propósito da sua viagem for algo de tão valioso como um trabalho voluntário. E foi isso que a Giseli, 20, fez. Entre 30 de Dezembro de 2014 e 20 de Fevereiro de 2015, ela doou aquilo que não se compra, o tempo de cada um para se dedicar ao próximo. Seu destino foi para Lima, no Peru, onde ela trabalhou em uma casa com crianças abandonadas.

Veja o que ela nos contou:

Ela passou 5 semanas como voluntária no Camboja trabalhando em uma escola

Conversar e entrevistar jovens aventureiros que viajam pelo mundo é o melhor modo de descobrir informações sobre a vida fora do Brasil.

Além de serem histórias inspiradoras, podemos repassar dicas para outras pessoas que também queiram viver algo parecido.

Hoje, falamos com a Ana Paula, que passou 5 semanas no Camboja trabalhando com crianças carentes em uma escola, sendo professora de inglês. Ela mostrou, que além de sua vontade de ajudar ao próximo, que existem diversas pessoas e organizações que podem te ajudar nesse processo, por simplesmente saber da importância de ser voluntário.

Veja o que mais ela nos contou!

Uma experiência de duas semanas na África fazendo trabalho voluntário com crianças

Histórias de pessoas que fazem trabalho voluntário são histórias que nos cativam muito. Por um momento, quando imaginamos essas experiências, percebemos quais coisas realmente importam e que lições de vida podem vir dos lugares menos esperados.

Quando essas pessoas dividem o que elas viveram, acabam nos inspirando

Trabalho voluntário na China – 4 semanas dando aula para crianças carentes!

Fazer a diferença.

É isso que muitas pessoas fazem ao se dispor em ajudar pessoas necessitadas. Doam seu tempo, sua educação, sua atenção e tudo que podem oferecer de valor a um estranho.

E quem mais aprende? O próprio voluntário.

Foi assim com a Cecília, 22, que  passou os meses de Junho e Julho na China para trabalhar como voluntária em uma escola no interior deste país.

Ela visitou

6 Semanas na Índia Fazendo Trabalho Voluntário!

Muitas vezes vemos pessoas que viajam pelo mundo, deixando uma marca no lugar onde vão. Pessoas que se dispõem a enfrentar situações incomuns, mas não desistem por saber a importância do papel delas na vida de pessoas que precisam. E quando vemos histórias assim, nos emocionamos ao ver a bondade e as lições de vida, e que acabam mudando nossa visão sobre o mundo.

A reportagem de hoje é mais do que encantadora, ela deve ser