Se aventurando um ano na Nova Zelândia!

Já que começamos essa semana falando de Oceania, que tal falarmos hoje sobre a Nova Zelândia?

Mais especificamente sobre o intercâmbio da Isabela, que ganhou de presente de aniversário de 15 anos, um intercâmbio de 1 ano para Auckland. Foi no ano de 2011 que ela se mudou para uma nova casa de família e começou a estudar na Takapuna Grammar School.

Veja o que mais ela nos contou:

Como você descobriu o curso?

Quando ganhei o intercâmbio como presente de aniversário, ainda tive um ano para me planejar. As opções eram 6 meses no Canadá ou um ano na Nova Zelândia, que foi o local que tive mais incentivo da minha família para escolher como destino.

Quem deu esse ideia foi meu tio, que tinha relações de trabalho com a CI. Então ao longo desse ano de planejamento, foi a agência CI que me passou tudo.

O que foi ótimo porque pude me planejar bastante.

Como achou moradia? 

Tive que preencher uma ficha que contava um pouco de mim. Mas a família que morei não teve muito a ver com o que pedi nela.

Demorei para me adaptar com a família, até pensei em trocar de casa, porque não tinha muita convivência. Os pais trabalhavam muito, o dia inteiro. Tinha dois irmãos de 20 e poucos anos cada e eu tinha apenas 16 anos. Eles eram um pouco fechados, mas acho que era mais pela diferença de idade.

Mas no fim gostei deles e me acostumei.

Acabava fazendo tudo por conta própria, às vezes parecia que morava sozinha. Eles eram muito tranquilos com relação a regras, especialmente porque não eram muito presentes, mas eu tinha que me virar.

Tinha respeitar as tarefas de casa, que era dividida entre todos, como cortar grama, lavar banheiro – tinha um quadro falando o que cada um deveria fazer.No começo foi difícil me adaptar.

Como era seu dia a dia?

Acordava por volta das 8h da manhã e ia para a escola a pé.  Tinha aula de Turismo, Culinária, Matemática e Biologia.

Saía as 15h quando a aula terminava.

A localização da minha casa era muito boa, foi um dos motivos que não quis trocar de casa, estava perto de tudo.

Depois da aula ía para a praia e ficava com os amigos.

308793_276809755686730_100000731226151_887518_1694668316_n

Mais tarde voltava para casa para jantar, tanto em família como sozinha. Meia noite eu precisava estar de volta em casa, por causa da minha idade.

O que fazia nos finais de semana?

Normalmente ía para praia ou para o centro da cidade para passear. No começo evitei um pouco em ir para balada, mas depois comecei a ir nelas ou em alguma House Party de amigos.

IMG_4183

Também viajei bastante, tanto na Ilha do Norte como na Ilha do Sul. E as vezes viagens na própria ilha que morava.

317715_277010375666668_100000731226151_888163_1715213550_n

Era tudo rápido e barato.

Mas ía mais com os brasileiros que estavam lá também.

DSCN4553

Um desafio?

Me acostumar com outra família e ficar muito sozinha foi difícil. Na minha casa no Brasil minha família é muito próxima, sou muito grudada com meu irmão.

A vontade de ter companhia não passou. Tiveram duas intercambistas na mesma casa que eu durante o ano que passei lá, elas eram orientais e pela cultura, eram muito fechadas. Era a mesma coisa que não ter companhia.

O que mais gostou? 

Da experiência. De abrir a cabeça e passar por tudo que passei.

Também das amizades que fiz e de conhecer lugares diferentes – são lugares mais exóticos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O que evitar?

A Nova Zelândia tem muita droga, na rua o pessoal usa de tudo. Você precisa ter cabeça para saber onde vai e estar preparado para o que vai ver. Até mesmo evitar certas situações.

Dicas úteis?

Se puder ficar em um lugar com pouco brasileiro é melhor para aprender a língua.

Ficar em casa de família também.

Você aprende muito com eles e com a cultura deles. Sempre há o que aprender morando com outra família.

O que achou do seu intercâmbio?

Melhor coisa que fiz na minha vida!

Veja também:

Austrália: como estudar e se adaptar a um novo estilo de vida!

Go8 – O grupo das melhores faculdades da Austrália

Deixe um comentário

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked