Ressignificar – como tirar o melhor proveito do seu passado

No último post enfatizei a necessidade de vivermos no presente. Que ao concentrarmos nossa atenção e preocupações no passado nos tornávamos menos produtivos e focados nos nossos objetivos. No entanto, o passado faz parte da nossa vida e é grande responsável por quem somos nesse momento. Como simplesmente deixar de acessá-lo? Ignorá-lo?

Realmente não há como esquecer que temos um passado e que ele é importante para nós. O objetivo é tirar o melhor proveito dele. No nosso passado há muitas experiências e conhecimentos que sem dúvida são relevantes para o presente, para as decisões que vamos tomar, para os caminhos que vamos escolher e para as atitudes que vamos ter. Contudo, o passado também pode conter traumas e experiências negativas que bloqueiam nossas ações no presente. E nesse caso, devemos ficar atentos.

Toda a experiência pela qual passamos nos impacta de alguma maneira. Pode ter uma repercussão positiva, como motivar, dar mais força, mais vontade, levar a pensar em outra solução, ou pode impactar de forma negativa nos frustrando, desmotivando e nos deixando de certa maneira traumatizados com o ocorrido. Para ilustrar, posso citar alguns casos cotidianos: uma menina que sofria bullying na escola e cresce como uma adulta reservada, tímida, com receio do julgamento dos outros; uma criança que teve pais desatentos e cresce com sentimento grande de carência; um adolescente que estudou muito para o vestibular, não conseguiu passar e depois disso perdeu toda a motivação para se dedicar a um trabalho ou projeto; ou mesmo um episódio de perda de um parente, que gera um sentimento de falta ou de culpa. O fato mais importante é que não importa como você reagiu às experiências no passado mas sim como elas vão refletir no seu presente.

Para isso, no Coaching usamos a ressignificação. O significado da palavra é bem literal, dar um novo significado, um novo desenho, uma nova versão a um acontecimento. Na teoria o processo é simples. Se a situação deixou resquícios não agradáveis, é melhor repensar sobre ela: “O que aconteceu?”; “Porque aconteceu?”; “O que a experiência me trouxe de forma geral?”; “Quais foram meus aprendizados?”; “O que eu posso tirar de positivo desse acontecimento?”. Ao provocar esses pensamentos e escolher guardar o que a experiência trouxe de positivo ao invés de optar por continuar retendo os aspectos negativos, podemos dar nova forma às experiências ruins, fazendo com que elas nos fortaleçam ao invés de nos bloquear.

Não será fácil ressignificar todas as suas experiências. Cada um reage de maneira diferente às situações e as repercussões são muito particulares. O objetivo não é julgar a sua reação àquele determinado acontecimento naquele momento, e sim fazer um exercício necessário para evitar que o passado influencie negativamente no presente.

Experiência:

image5-1Professional and Self Coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) com as seguintes certificações internacionais: Behavioral Coaching Institute (BCI), European Coaching Association (ECA), Global Coaching Community (GCC) e International Association of Coaching Institute (ICI). Licenciada como Analista Comportamental e Analista 360o pelo Instituto Brasileiro de Coaching (IBC).

Bacharel em Administração de Empresas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). MBA em Gestão de Negócios pelo IBMEC – RJ. Pós-Graduada em Dinâmica dos Grupos pela Sociedade Brasileira de Dinâmica dos Grupos. Especialização em Recursos Humanos pela Fundação Dom Cabral.

Atua há mais de 12 anos na área de Recursos Humanos, com ampla experiência como Business Partner de RH e como especialista nas áreas de Remuneração e Treinamento e Desenvolvimento.

Email para contato: marina.tourinho@gmail.com

3 Comentários

  1. Marcelo Rochasays:

    Muito bom exercício. Ressignificando toda minha vida desde já! Obrigado Marina Tourinho e Go Along!

  2. Renansays:

    Super gostei da matéria!

  3. Deiasays:

    E a soluçao é o auto-conhecimento, sempre o melhor caminho.
    Texto excelente! Parabens.

Deixe um comentário

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked