Quer ser voluntário? – Expedição de Ajuda Humanitária – Lixão Gramacho (RJ)

ONG Reviva e Arte Salva abrem inscrições para a Expedição de Ajuda Humanitária no Lixão Gramacho (RJ) que beneficiará mais de 200 moradores

Em 2012, o maior lixão a céu aberto da América Latina teve suas atividades encerradas, deixando mais de 20 mil moradores da área do Aterro Sanitário de Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro com a promessa de melhoria e qualidade de vida. Cinco anos se passaram, e os moradores continuam sem saneamento básico, moradia e condições dignas de sobrevivência.

Por mais de 30 anos, o Lixão de Gramacho foi responsável por sustentar cerca de 1.700 catadores de lixo e suas famílias. O fim do aterro trouxe apenas mais sofrimento e desemprego para as famílias que vivem no local.

A falta de água potável é um dos grandes problemas encontrados na comunidade. Lá, a água chega por rodízio e o abastecimento é feito apenas uma vez por semana. Água encanada e água potável são realidades distantes para os comunitários.

Para ajudar a população do Jardim Gramacho, a ONG Reviva em parceria com a Arte Salva, estão com as inscrições abertas para a Expedição de Ajuda Humanitária no Lixão Gramacho. As vagas são destinadas aos voluntários dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Ao todo são ofertadas 15 vagas. O valor da inscrição é de R$ 80,00. O valor será convertido para as despesas administrativas e confecção de camisas da expedição.

As inscrições se encerram no dia 24 de fevereiro e podem ser feitas através do email expedicaolixaogramacho@gmail.com. A seleção dos candidatos será feita por meio dos documentos solicitados depois de efetivado à inscrição. Caso o candidato não seja selecionado, o valor da inscrição será devolvido.

A expedição terá duração de dois dias, saindo de São Paulo no dia 17 de março e retornando no dia 19 de março.

Para se inscrever, o voluntário deve ter idade mínima de 18 anos (completos), ter concluído o ensino médio, ter saúde física, mental e psicológica, e também, disposição para servir em tempo integral ao longo da expedição.

O custo total da viagem é de R$ 850,00. O valor pode ser parcelado em até 2x no boleto bancário ou em até 10x pelo pagseguro, no cartão de crédito. Nesse valor, estão inclusos o transporte (ida e volta) do eixo São Paulo-Rio de Janeiro, transporte local, hospedagem e alimentação. O seguro da viagem é de R$ 15,00.

15895411_701262310035759_3042537199646575605_n

Saúde, educação e arte

Durante a expedição, a população de Gramacho será beneficiada com atividades voltadas para saúde, educação e artes. O objetivo da expedição é atender 200 moradores da comunidade desenvolvendo atividades como pinturas em tela, palestra de prevenção sexual e atendimento dentário.

Os voluntários participantes da expedição ainda farão uma pesquisa de campo para avaliar se o ambiente onde a comunidade está inserida atende a todas as exigências para instalar uma unidade consumidora de água potável, como por exemplo, um solo propício e fonte de água. Caso o local esteja adequado para receber o equipamento, o tempo estimado para a instalação é de 120 dias para o planejamento e captação de patrocínio.

 

Outras expedições – África e Mariana (MG) 

A ONG Reviva também atua, desde 2013, no continente africano, levando água potável para a província de Carropeia e na vila de Murrupula, no estado de Nampula, ao norte de Moçambique, na África. A ONG Reviva também incentiva à educação por meio de programas educacionais, palestras e bolsas de estudo. Em 2016, aconteceu a 4ª Expedição da ONG na África.

A primeira expedição para a África contou com um grupo de 12 voluntários e a instalação de um equipamento de tratamento de água para beneficiar 400 pessoas. Em média, foram feitos mais de 1.500 atendimentos médicos e odontológicos nos 15 dias de expedição. Em 2017, o objetivo é dar continuidade ao trabalho e atender ainda mais as necessidades do povo africano.

No Brasil, a ONG Reviva já atuou para levar dez mil litros de água para o Distrito de Mariana, em Minas Gerais, após o maior desastre ambiental do país. Hoje, a Reviva está com um plano de ação para atender as comunidades indígenas que também foram atingidas com o rompimento das duas barragens da Mineradora Samarco, no final de 2015. O objetivo da ONG é instalar uma estação de tratamento com diversas etapas de filtragem. O projeto tem um alto custo, por isso a Reviva está m busca de parcerias e realizando eventos para angariar fundos para o projeto.

INFORMAÇÕES GERAIS

O que é: Expedição de Ajuda Humanitária – Lixão Gramacho (RJ)

Quando: 17 de março a 19 de março, saindo de São Paulo.

Onde: Aterro Sanitário de Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

Objetivo: O objetivo da expedição é atender 200 moradores da comunidade desenvolvendo atividades de artes, educação e saúde.

Texto: Caroline Rocha

 

 

2 Comentários

  1. Conheço algumas ongs que já estão instaladas no Jardim Gramacho, caso precisem de auxílio em algo posso ajudar.
    A comunidade é muito carente mesmo, toda ajuda é super bem -vinda!

Deixe um comentário

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked