Uma viagem voluntária para o Sri Lanka que seguiu para outros países na Ásia

Viagens de trabalho voluntário podem envolver milhões de atividades. Sempre muito valiosas.

Hoje, falamos com o Diego, 21, que viajou entre os meses de Dezembro de 2014 até Fevereiro de 2015 para o Sri Lanka. Mas dessa vez, o objetivo da viagem envolvia uma parceria com empresas locais para desenvolver o turismo no país. Lá, Diego conheceu os parques nacionais, fez safáris e montou conteúdo sobre tudo que vivenciou.

Veja o que mais ele nos contou:

Em um projeto social, ele foi para Budapeste dar aula para crianças pequenas

Jovens que tem a coragem para ir para locais diferentes e trabalhar em um projeto social, normalmente possuem boas histórias para contar. Com valores especiais, conhecimento e aquela vontade de fazer a diferença.

Hoje conversamos com o Zeg, que ficou do mês de Janeiro até o mês de Março em Budapeste, na Hungria, trabalhando em uma escola multilíngue com crianças de 3 a 5 anos de idade.

Antes dos terremotos, ela foi voluntária em uma escola no Nepal

Esse ano, o mundo presenciou um grande desastre natural que atingiu o Nepal. Uma destruição sem recuperação em um local que carregava uma história centenária.

A Maria Luiza, foi voluntária lá em Outubro de 2014, durante um mês e meio, antes dos terremotos acontecerem. Com tudo que ela nos contou, vemos que esse povo oferece muito mais do que seu patrimônio histórico, eles possuem uma sabedoria de vida que não se acha em qualquer lugar.

Em sua primeira viagem internacional, ela buscou um programa diferente e descobriu esse no Nepal pela Aiesec de Passo Fundo. Ela seria professora de inglês para crianças até 3 anos de idade na Orchid Garden Nepal.

Veja o que mais ela nos contou:

52 dias no Peru trabalhando com crianças carentes e aprendendo o real valor da vida

Viagens para a América do Sul são sempre algo mais prático por sua proximidade, mas sempre surpreendem positivamente na jornada de cada um. Tanto por cultura, como por um povo receptivo e até pela natureza.

Isso tudo junto se torna ainda mais especial se o propósito da sua viagem for algo de tão valioso como um trabalho voluntário. E foi isso que a Giseli, 20, fez. Entre 30 de Dezembro de 2014 e 20 de Fevereiro de 2015, ela doou aquilo que não se compra, o tempo de cada um para se dedicar ao próximo. Seu destino foi para Lima, no Peru, onde ela trabalhou em uma casa com crianças abandonadas.

Veja o que ela nos contou:

Ela passou 5 semanas como voluntária no Camboja trabalhando em uma escola

Conversar e entrevistar jovens aventureiros que viajam pelo mundo é o melhor modo de descobrir informações sobre a vida fora do Brasil.

Além de serem histórias inspiradoras, podemos repassar dicas para outras pessoas que também queiram viver algo parecido.

Hoje, falamos com a Ana Paula, que passou 5 semanas no Camboja trabalhando com crianças carentes em uma escola, sendo professora de inglês. Ela mostrou, que além de sua vontade de ajudar ao próximo, que existem diversas pessoas e organizações que podem te ajudar nesse processo, por simplesmente saber da importância de ser voluntário.

Veja o que mais ela nos contou!