10 meses na Irlanda: como se aventurar no desconhecido é o melhor modo de se descobrir

Essa entrevista de hoje é interessante não só para as pessoas que têm interesse pela Irlanda, mas também por aqueles que passaram momentos de suas vidas que se sentiam um pouco sem direção. E que acabaram descobrindo, que o melhor jeito de se entender e encontrar seu caminho, era se perder pelo mundo. Viver o inesperado e sair da zona de conforto.

O Victor, que contou sua história para nós, é um exemplo de como se aventurar pelo mundo pode ser a melhor coisa que você pode fazer por você. Confira:

Precisa-se de pessoas para mudar o mundo. Com experiência ou sem.

O mundo de vez em quando nos assusta. Mas se eu fechar os olhos e fingir não saber o que outros vivem, meu dia vai ficar melhor, certo?

Claro, mas já pensou que certas pessoas, que se fecharem seus olhos ou fingirem não saber o que acontece em suas vidas, acabam morrendo?

Não é exagero. É realidade.

Ela é mulher e viajou sozinha. Sabe o que aconteceu? Foi incrível!

Um dos grandes dilemas que mulheres enfrentam no mundo das viagens é o receio de viajar sozinha. Sinceramente, o mundo precisa se modernizar para acabar com qualquer medo que uma mulher tenha de fazer algo por conta própria. Liberdade é sim um direito de todos, assim como o respeito é devido ao próximo.

Nossa entrevista hoje é com a Mariana, que viveu a incrível experiência de passar um mês sozinha por lugares incríveis na Europa. Se inspire um pouco com essa jornada:

Uma viagem de 40 dias pela América do Sul com amigos, passando por Peru, Bolívia e Chile

Viajar pela América do Sul representa uma viagem com muitas surpresas, culturas diferentes, aventuras e paisagens incríveis. A Luiza, nos contou sobre sua viagem de 40 dias onde passou por Peru, Bolívia e Chile, junto com mais 4 amigos. Aproveitaram o final do ano e passaram Natal e Ano Novo explorando cada canto que esses lugares possuem.

O início dessa jornada aconteceu quando uma amiga da Luiza começou a planejar tudo. Ela já tinha algumas dicas pois seu namorado já tinha feito a mesma viagem, o que facilitou um pouco no processo.

A ideia era terminar os 40 dias no Chile, pois seria a parte mais cara dos 3 países. Veja o que ela nos contou:

ONG Reviva abre vagas para voluntários em Moçambique e fotógrafo em Mariana (MG)

Já contamos aqui a incrível história da Bia, uma pessoa que decidiu dedicar sua vida em ajudar ao próxima. Ela criou a ONG Reviva, que ajuda comunidades carentes principalmente em Moçambique, levando água potável, construindo escolas, dando aula para as crianças e muito mais.

Seu trabalho também se estende para o Brasil, onde no último ano tem se dedicado ao projeto AMARIANA, para ajudar as pessoas e comunidades afetadas pelo grande desastre causado pela quebra da barragem da Samarco.

A história da Bia encantou muitas pessoas, e recentemente esses projetos criaram oportunidades para pessoas de fora. 5 vagas para voluntários em Moçambique e uma vaga para um fotografo acompanhar a equipe em Mariana.

Entenda melhor as oportunidades: