Remote Year Mês 4 : LIMA

 Explorando a gastronomia, degustando piscos e realizando sonho

 

Todas as pessoas com quem eu falei durante o mês de abril me perguntaram: “Aiii como ta Lima? Você tá amando né? Dá para ver pela sua cara e pelos seus posts” – minha resposta: “Aiiii, tô, super!” – 100% verdade.

Chegar na primeira cidade com praia depois de 3 meses viajando e ser recebida com um pôr do sol espetacular já deixou uma boa impressão logo de cara, a qual só se intensificou com o passar dos dias, dias em que eu tive mais energia para acordar cedo e fazer exercício, ir até a praia nos pés dos penhascos – sim, uma caminhada de 30 minutos + uma escadaria de 89 degraus (#puglitifa) – só para passar o final da tarde, depois de um dia intenso de trabalho, sentada no píer, lendo e vendo as pessoas passearem e surfarem.

Uma viagem de 40 dias pela América do Sul com amigos, passando por Peru, Bolívia e Chile

Viajar pela América do Sul representa uma viagem com muitas surpresas, culturas diferentes, aventuras e paisagens incríveis. A Luiza, nos contou sobre sua viagem de 40 dias onde passou por Peru, Bolívia e Chile, junto com mais 4 amigos. Aproveitaram o final do ano e passaram Natal e Ano Novo explorando cada canto que esses lugares possuem.

O início dessa jornada aconteceu quando uma amiga da Luiza começou a planejar tudo. Ela já tinha algumas dicas pois seu namorado já tinha feito a mesma viagem, o que facilitou um pouco no processo.

A ideia era terminar os 40 dias no Chile, pois seria a parte mais cara dos 3 países. Veja o que ela nos contou:

52 dias no Peru trabalhando com crianças carentes e aprendendo o real valor da vida

Viagens para a América do Sul são sempre algo mais prático por sua proximidade, mas sempre surpreendem positivamente na jornada de cada um. Tanto por cultura, como por um povo receptivo e até pela natureza.

Isso tudo junto se torna ainda mais especial se o propósito da sua viagem for algo de tão valioso como um trabalho voluntário. E foi isso que a Giseli, 20, fez. Entre 30 de Dezembro de 2014 e 20 de Fevereiro de 2015, ela doou aquilo que não se compra, o tempo de cada um para se dedicar ao próximo. Seu destino foi para Lima, no Peru, onde ela trabalhou em uma casa com crianças abandonadas.

Veja o que ela nos contou: