A vida é feita de momentos. Como aproveitar cada um… é com você!

Conforme o tempo passa, você percebe que a vida é feita de momentos. Momentos bons e ruins, mas que sempre te trazem uma boa lição.

Seja na sua rotina, ou enquanto faz planos, ou quando planeja se mudar de país e fazer um intercâmbio, cada uma das etapas que você vive é feita de momentos. O que é preciso, é saber aproveitar esses momentos para tirar o máximo deles, e depois guardar na memória de uma forma especial.

Como nosso foco aqui é falar de experiências pelo mundo e as jornadas que jovens desbravam para todos os lugares, comuns e diferentes, vamos usar esse assunto para exemplificar os momentos e como eles se tornam memórias de valor guardadas com carinho.

O primeiro momento.

Surgiu a ideia de morar fora. Você sonha, imagina como seria, e diz que “um dia” você vai viver naquele lugar, conhecer aquela cultura, apesar de não necessariamente saber o porque escolheu aquele país ou aquela cidade, mas você sabe que ali existe algo de especial que te atrai e que vale a pena pensar em ir para lá.

E esse é o primeiro momento. Sonhar e imaginar.

O segundo momento.

Você acha que está pronto e que a hora de se mudar chegou, então começa a planejar. Pensa como vai ser, se vai dar certo, tudo que é preciso para fazer acontecer e corre atrás.

Mas nada é real ainda. Você ainda está planejando e torcendo para que tudo dê certo. Até que de um dia para o outro, todo seu trabalho recompensou. E aquele plano deu certo. Tudo vira mais tangível e cai a ficha de que realmente vai acontecer.

O terceiro momento.

Agora que deu tudo certo e está quase na hora de viajar, você entra em um pequeno pânico misturado com muita animação. Afinal, tudo que antes estava na sua cabeça agora vai realmente se tornar real. E a aflição é de ir para uma vida que você não sabe o que esperar, mesmo sabendo o que vai fazer, mas não tem como saber se vai gostar, amar, o que vai sentir… Esse é o nervosismo das emoções que estão chegando em sua vida junto do desconhecido.

O quarto momento.

Já se despediu da sua família e amigos, pegou o avião, chegou no novo país, provavelmente passou por algum perrengue e agora está conhecendo o lugar onde vai morar.

Mas ainda está tímido. Tímido de sair, de conversar, de ir nos lugares, porque afinal, aquilo tudo é muito novo e diferente. Só que a sua animação faz com que essa timidez passe, e viver aquilo tudo se torna natural. E esse natural mostra o quanto é bom viver algo novo e explorar não só uma nova vida, mas explorar a si mesmo também.

O quinto momento.

Você se dá conta de quanto ama essa liberdade, de viver com amigos novos e explorar lugares novos com eles. E caso seu tempo seja limitado, isso te força a aproveitar cada vez mais, fazendo com que cada momento seja essencial e ultra especial.

Você está feliz como nunca antes. Mesmo tendo saudades da sua terra natal, dos amigos e família.

O sexto momento.

Seu intercâmbio chegou na última etapa. Então você não fica um minuto sem fazer nada. E quando as coisas são feitas pela última vez, você fica triste e feliz ao mesmo tempo. Triste por estar acabando, mas feliz por ter vivido tantas coisas bacanas. Aí começa aquele aperto no coração, de ter que se despedir da vida tão sonhada durante muito tempo mas que também foi muito bem aproveitada.

O sétimo momento.

Você deu tchau para seus amigos e colegas, arrumou suas malas e vê seu apartamento (ou o local que morou) todo empacotado e vazio. Aí você lembra de quando chegou lá e que não imaginava que aquele lugar seria tão especial para você. Até que vem aquele suspiro “então é isso, acabou mesmo”. A porta se fecha, uma lágrima pode até rolar pelo seu rosto e você se encaminha para o aeroporto.

O oitavo momento.

Uma mistura de emoções novamente. A tristeza de deixar aquele lugar que você tanto pensou em ir morar, junto com a excitação de rever sua família, amigos, sua casa, a comida de casa e tudo mais.

Chegando no aeroporto, choros e abraços tomam o momento, até que alguém manda AQUELA pergunta:

E aí? Valeu a pena? E por um flash de memórias você responde com uma sensação única: valeu mais do que tudo!

O último momento.

Sua vida voltou a ser como antes. Mas nada é o mesmo pois você não é o mesmo. Você mudou, agora vê as coisas com outros olhos, tem uma cabeça mais aberta, entende mais as pessoas e sabe que cada uma delas possui lições que podem te passar.

E o último momento é relembrar de tudo que você viveu, desde o primeiro momento e guardar com carinho. Lembrar de tudo que passou, coisas que você nem imaginava, e saber o quanto aquilo tudo se tornou essencial e especial em sua vida.

Assim, você aprendeu que aproveitar o máximo da vida é aproveitar cada momento que se vive. Sendo feliz e esperando as próximas fases, e é claro, os próximos momentos.

 

E para finalizar, que tal algumas fotos para despertar lembranças de bons momentos?!



ce54de953bfb16721d3e442eb936cbec
c14d09999eae7ccaa5359a2fbf03b0d4
c2d2cd452f87bd1ad46c810bc3398c9e
b755148da5449ebcfd84a5503e0fb768
a467a5ff505643f0a5b470ced08e090a
08456085af05e0da87a528cea70b5e5d
5487345f71552c6043cb962f211b5d68
4531167e0ddca31f6beb8325b32ae0da
2649847b1345bb24ac3cb413e7dfb3e4
71027d62ca4c53e0836ce9b4579520cf
Processed with VSCOcam with x1 preset
344a1a1d6677fb2909759aad151f287a
74b3581b5480da30dc539ef00b683ab9
61cc9e669bc73b325a821d3004765028
42ae1c52b6edc1a4ed7817c559073e71
41ad4364c244aa44df12297986774e6f
8e1cae4bb0c4238259ac39701c396315

Deixe um comentário

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked