A realidade em viajar de classe econômica

Viajar é uma das melhores coisas que podemos fazer!

Mas é difícil alguém gostar de encarar longos horas de classe econômica no avião.

Tudo começa na fila… Ah, a fila! Organizada do pior jeito possível. É só ver a quantidade de pessoas com preferência para entrar, que hoje em dia é maior do que a fila normal. Depois de esperar sua vez para entrar no avião, é o momento de esperar todos os passageiros se acomodarem, enquanto você começa contar de número a número para achar seu assento, até que percebe que a sua cadeira está depois da cauda, então já sabe que vai sacudir mais do que os outros.

Mas tem como ser pior que isso: você pode cair na cadeira exatamente na frente do banheiro, que acompanha cada descarga dada no voo inteiro. Fora aquela maldita porta abrindo e fechando na sua cara, é como se piscassem uma lanterna nos seus olhos a noite inteira, te impedindo de dormir. E não precisamos falar o que acontece quando as pessoas saem do banheiro, porque as únicas aliviadas são elas, o seu desespero só aumenta.

Depois de um certo tempo, reclinamos a cadeira (que o encosto vai de reto para quase reto) e já sentimos o joelho da pessoa que está na cadeira de trás (por falta de espaço), viramos a cara, colocamos o fone de ouvido, máscara para cobrir os olhos e finalmente encontramos a posição mais torta possível, que vai arrebentar com as suas costas, mas é a única que a sua cabeça não vai cair na pessoa do lado, e conseguimos dormir. Até que chega AQUELE momento. O momento que a aeromoça enfia o maldito carrinho no seu joelho ou na sua cara. – Ai, que delícia né? – E nem adianta esperar desculpas, afinal a culpa é sua que invadiu o corredor.

Mas já que nos acordaram, aproveitamos para andar um pouco no avião, para poder voltar a sentir nossas pernas e braços que dormiram por causa da posição que estávamos. Vamos até a frente do avião e voltamos. Mas nessa caminhada de 20 segundos, vemos o bebê chorando, alguém roncando no último sono (e você imagina porque ele consegue e você não), cruza com alguém descalço (já imaginando como aquele chão é sujo) e volta porque a aeromoça te avisou que vai ter turbulência e você precisa colocar o cinto de segurança.

Aí não tem muito o que fazer, é esperar o chacoalho passar, segurar a mão da pessoa do lado (que você não conhece) e tentar se conter (ou não) para não gritar quando o avião dá aquelas mini quedas que te dão mini infartos. Mas isso passa, a luzinha de cinto de segurança se apaga e você percebe que vai viver para chegar no seu destino.

O único problema é que tudo isso aconteceu durante uma hora só, em um voo que vai durar dez. Desiludidos porque sabemos que não vamos dormir, resolvemos assistir um filme (quando a sua TV, justo a sua, não está quebrada). E é o melhor jeito do tempo passar, pois normalmente conseguimos boas opções para assistir. E tudo vai bem, até que você começa a sentir um leve frio, mas não tem problema, porque a companhia aérea te fornece um cobertor e um travesseiro. Passa mais um tempinho e você está MORRENDO de frio, porque a aeromoça colocou o ar condicionado a 13 graus celsius. Aí você percebe que aquele cobertor, na verdade, não serve para nada!

Mas tudo isso vale a pena pela simples e incrível experiência que é viajar. E você, como uma pessoa previnida, sabe dos perrengues da classe econômica e foi preparado lembrando dessas dicas:

  1. Leve uma roupa confortável para usar durante o voo.
  2. Não esqueça do fone de ouvido, iPod carregado e almofadinha para pôr envolta do pescoço.
  3. Creme hidratante – em uma viagem de avião parece que a sua pele resseca dez anos, então o creme ajuda.
  4. Casacos quentes – independente para onde for, leve um casaco grosso para usar no avião.
  5. Meias de compressão – ajuda para quem sofre com inchaços nos pés e pernas.
  6. Uma muda extra de roupa – caso a sua roupa suje durante o voo.
  7. Filmes e livros – Prepare a parte de entretenimento, seja ela com leitura ou no seu tablet, se tiver um (para caso a SUA TV esteja quebrada).
  8. SeatGuru – um aplicativo que te mostra os assentos mais confortáveis do voo – use antes de escolher o assento.
  9. Álcool gel – avião não é um local 100% limpo. Um álcool gel pode vir em boa hora.
  10. Vá feliz! Viajar é um grande privilégio, independente da forma que você vai.

Veja também:

Presentes bacanas para viajantes

Hospede-se como um local e aproveite ainda mais a experiência do seu intercâmbio com o Airbnb

Deixe um comentário

Please be polite. We appreciate that. Your email address will not be published and required fields are marked